Responsabilidade Social

CRCTO fecha parceria e destina alimentos arrecadados ao programa Mesa Brasil Sesc

A solidariedade sempre foi um forte valor da classe contábil, seja desenvolvendo ações por meio do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC) ou por meio da arrecadação de alimentos não perecíveis durante os eventos. Para fortalecer ainda mais essa prática, o Conselho Regional de Contabilidade do Tocantins (CRCTO) oficializou no fim desta manhã, 8, contrato de parceria com o Programa Mesa Brasil Sesc. A proposta de apoio mútuo foi assinada pelos presidentes do CRCTO Norton Thomazi e do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/Instituto Fecomércio Tocantins Itelvino Pisoni. O momento também foi acompanhado por Marco Antonio Monteiro, diretor Regional do Sesc Tocantins, Albaci Dias, gerente social do Sesc/TO, Any Sandra, coordenadora do Mesa Brasil Sesc/TO, Erica Miranda assistente social do programa Mesa Brasil e pelo assessor jurídico do CRCTO Juscelino Kramer.

A assinatura do contrato formalizou uma parceria antiga, desde 2015 o CRCTO apoia o programa Mesa Brasil, ação iniciada na gestão do ex-presidente e atual Conselheiro Federal, Sebastião Célio Costa Castro, e pelo atual conselheiro Adriano Melo Nepomuceno. Nos últimos três anos o Conselho de Contabilidade arrecadou e encaminhou ao Mesa Brasil 2.325 kg de alimentos, beneficiando 16 entidades sociais e garantindo 1.162 refeições completas, como almoço e jantar a quem precisa.

A exemplo das já existentes parcerias do Mesa Brasil Sesc com outras instituições, no contrato, o CRC-TO se compromete a promover a arrecadação de alimentos não perecíveis, quando da realização de eventos do Conselho no estado. Além de poder indicar instituições que serão beneficiadas com os alimentos que vierem a ser arrecadados e repassados para doação.

O presidente do CRCTO falou sobre a importância da parceria oficializada. “Essa parceria é benéfica para ambos os lados, para nós é importante fazer a doação para um projeto sério e bem organizado, que também nos dê segurança jurídica na destinação dos alimentos. A classe contábil é muito solidária, acredito que estamos nesse mundo para fazer o bem”, afirmou Thomazi.

“Não resta dúvida que a nossa parceria envolve duas entidades respeitadas perante a sociedade, o Mesa Brasil Sesc no trabalho social e o CRC com sua seriedade na atuação junto à classe contábil, essa iniciativa vem fortalecer ainda mais as ações sociais das duas instituições”, declarou Pisoni.

O Mesa Brasil Sesc é um programa do Sesc Nacional que busca diminuir a fome no País. Atua sob o tema “pegar alimento onde sobra e levar aonde falta”, e tem como missão fazer com que os produtos e doações cheguem gratuitamente ao maior número de pessoas em situação de vulnerabilidade social. No Tocantins, o Programa possui unidades em Palmas, Araguaína e Gurupi.


Em 2017 o Mesa Brasil distribuiu 850 mil quilos de alimentos, uma média de 70 mil por mês, atendendo 88 entidades sociais mensalmente. Além de garantir a refeição de milhares de famílias carentes, o programa também entregou 5 mil unidades de produtos de higiene pessoal, 6 mil de produtos de limpeza ambiental, 2 mil de utensílios de cozinha e 1 mil peças de vestuário. Todas as doações são encaminhadas para entidades sociais de cunho jurídico.

Entrega Cestas Básicas

Na oportunidade, após a assinatura do contrato de parceria foram entregues 44 cestas básicas montadas com os 380kg de alimentos arrecadados em Palmas no curso “Geração e Implantação do E-social com as Regras da Reforma Trabalhista”, promovido pelo CRCTO no último mês de janeiro. Os alimentos foram repassados a duas entidades cadastradas no Mesa Brasil Sesc, a Associação Educacional e Beneficente Evangélica (AEBE), que as doará às famílias localizadas na região Norte da Capital, e a Comitiva da Esperança, que atende famílias da região Sul, no Jardim Taquari (Capadócia).

“Tem muita gente que vive dessas doações, esses alimentos ajudam muitas famílias”, disse Maria Vargas, representante da AEBE. Joana D’arc Rezende e José Jorge da Silva Júnior, coordenadores da Associação Comitiva da Esperança também ressaltaram a importância das doações, “atendenmos cerca de 70 famílias na Capadócia, focando principalmente as crianças, sem as doações seria muito difícil, o alimento é o item mais necessário”, contou Joana D’arc.

“O Sesc trabalha muito a questão da transparência na doação dos alimentos, por isso sempre promovemos a aproximação do doador com as entidades sociais beneficiadas”, explicou a coordenadora do Mesa Brasil Any Sandra.