Mudanas na matriz curricular do curso de cincias contbeis tema de debate no CRCTO
Publicado em: 25/05/2022 s 11h10

Nesta terça-feira, 24, o Conselho Regional de Contabilidade do Tocantins (CRCTO) e a Academia Tocantinense de Ciências Contábeis (Atoccon) realizaram o Dia D, com o foco em discutir as mudanças nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Ciências contábeis. O evento ocorreu em todo o país, nos 27 CRCs.

O encontro no Tocantins teve como tema “Dia D: Matriz Curricular dos Cursos de Ciências Contábeis. O que mudar?”. Cerca de 60 pessoas, incluindo reitores de universidades, coordenadores de cursos, professores, estudantes e profissionais da contabilidade, estiveram presentes no encontro, que ocorreu presencialmente no auditório do CRCTO. No YouTube do Conselho houve a transmissão em tempo real.

A presidente da Atoccon, Lidiane Santos, a apresentou a proposta de alteração da Resolução CNE/CES nº, de 16 de dezembro de 2004, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Ciências Contábeis. Segundo a professora, o Dia D é foi criado como o foco em mobilizar a comunidade sobre o tema. “Esse Dia D é um dia de gritar. Todo mecanismo de comunicação que a gente puder usar para chegar ao contador e futuro contador sobre essas mudanças esse é o momento. Esse é o dia. É por meio da participação que poderemos ajudar na atualização dessas diretrizes”, ponderou a presidente.

Após a palestra, houve a abertura para o debate. Participaram da mesa-redonda o presidente do CRCTO, contador João Gonçalo dos Santos, o vice-presidente de Administração, contador Márcio Sousa, o vice-presidente da Câmara de Desenvolvimento Profissional, contador Diego Elbert Acácio Gonçalves, o reitor da UniCatólica, professor doutor Gillianno José Mazzetto de Castro, a diretora de Ensino e Pesquisa da Atoccon, professora doutora Marli Terezinha Vieira, e o acadêmico de Ciências Contábeis da UFT, Alberto Ranieri Guimarães.

Para o presidente do CRCTO, o momento é primordial para a classe contábil do Brasil, principalmente os profissionais do futuro. “Estamos muito felizes hoje por estar recebendo as pessoas que são responsáveis por fazer essas mudanças, que são principalmente os acadêmicos, a academia e também com o empresário contábil, que vem participar dessa discussão. Nós temos uma grade de quase 20 anos de idade. Ela está extremamente ultrapassada”, ressaltou João Gonçalo.

Após o Dia D, as sugestões apresentadas serão discutidas por integrantes do Conselho Federal de Contabilidade e em seguida enviadas para o Ministério da Educação. 
A consulta pública segue acontecendo até o dia 31 de maio, e pode ser acessada através do link: https://www.gov.br/participamaisbrasil/proposta-de-resolucao-oriunda-do-conselho-federal-de-contabilidade